quinta-feira, abril 15, 2010

Hipertensão



Hipertensão
Como podemos medir a pressão arterial?

A pressão sangüínea existe em dois níveis: pressão sistólica, quando o coração se contrai para bombear o sangue para fora e pressão diastólica, quando o coração relaxa entre as batidas. Para se verificar o valor da pressão arterial o indivíduo deve estar deitado ou sentado, ter descansado aproximadamente 10 a 15 minutos, não ter fumado e nem se alimentado ou bebido café pelo menos 30 minutos antes da verificação e com o esfigmomanômetro registram-se os dois valores, em unidades de mmHg.

O que é Pressão Arterial ?

É a pressão exercida pelo sangue sobre a parede das artérias, que pode ser medida por um aparelho chamado esfigmomanômetro, em unidades de mmHg (milímetros de mercúrio). Dois valores determinam a pressão arterial: um máximo (pressão sistólica) que corresponde a contração cardíaca e um mínimo (pressão diastólica) que corresponde ao relaxamento cardíaco. Uma alteração nestes valores pode determinar uma queda no nível da pressão arterial, é o que chamamos de hipotensão, ou uma elevação no nível da pressão arterial, que chamamos de hipertensão.

O que leva à hipertensão ?
Em 90% dos casos é o estreitamento das artérias, que dificulta a passagem do sangue, com isto elevando a pressão, é o que chamamos de hipertensão primária. Mas também pode ocorrer hipertensão quando o corpo retém líquido em excesso ou por problemas renais, é o que chamamos de hipertensão secundária.

Quais são as causas ?                                    
Na maior parte dos casos, a causa é desconhecida, é a hipertensão primária ou essencial, os fatores envolvidos são hereditariedade, consumo excessivo de sal, idade, obesidade, sedentarismo, stress, tabagismo e alcoolismo. No restante dos casos há uma causa específica, exemplo: problemas renais, problemas na artéria aorta, tumores (na glândula supra-renal) e algumas doenças endócrinas (relacionado com hormônios). Um fator que pode representar um agravante para pessoas idosas é a aterosclerose

Quais são os fatores de risco ?
Fumo, idade, história familiar, obesidade, excesso de sal na dieta, entre outros.

Quais os principais sintomas ?
Geralmente não apresenta sintomas. Algumas pessoas mais sensíveis podem ter: dor de cabeça (na região da nuca), sangramento nasal, dor no peito, cansaço, tontura e mal-estar.

Como realizar o diagnóstico de hipertensão ?
A hipertensão, existe quando medida a pressão várias vezes em um consultório médico, ou seja, feito um controle durante dias seguidos, seus valores se mantém acima de 140/90 mmHg.

Como prevenir ?
A hereditariedade é um fator de grande importância, então as pessoas que tem propensão à ter hipertensão devem ter um cuidado maior.
Evitar o excesso de peso, que eleva a pressão e o risco para diabetes, doenças cardíacas e derrame.
Evitar o consumo exagerado de sal, que provoca retenção de líquidos no organismo, aumentando a pressão.
Realizar atividades físicas, que ajudam no controle do peso, diminuindo as taxas de gordura e açúcar no sangue, elevando o bom colesterol e diminuindo a tensão emocional.
Evitar o uso de bebida alcóolica.
Evitar o fumo, que aumenta o risco para doenças cardíacas e piora a aterosclerose (endurecimento das artérias), que provoca o aumento da pressão
Controlar o stress, que ajuda aumentar a pressão.

Como tratar ?
Existem dois tipos de tratamento. Embora não sejam curativos, normalizam o nível da pressão arterial. A escolha do tratamento depende do grau de variação da pressão. Em alguns casos, ambos os tratamentos podem estar associados:
Tratamento Não-Medicamentoso:
Dieta, controle do peso, evitar fumo e bebidas alcoólicas e evitar exposição aos fatores de risco.
Tratamento Medicamentoso:

SOMENTE SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA.
Pode ser administrado isoladamente ou em conjunto. Os mais comuns, são: diuréticos, beta-bloqueadores e vasodilatadores.

Por que tratar ?
Para evitar futuras complicações como: infarto, insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral (derrame), doença renal, entre outros.

Quais são os valores da pressão arterial ?
Segundo uma classificação feita recentemente pelo Comitê Nacional Norte Americano de Prevenção, Detecção, Avaliação e Tratamento da Pressão Arterial, a pressão considerada normal é aquela abaixo de 120 mmHg. A hipertensão primária fica entre 140/90 mmHg e 159/99 mmHg e a hipertensão secundária fica acima de 160/100 mmHg. E, também, existe uma nova classe, que são as pessoas consideradas pré-hipertensas (pessoas com grande probabilidade de vir a ter hipertensão), que apresentam pressão entre 120/80 mmHg e 139/89 mmHg.

Qual o valor adequado para a pressão arterial ?
A pressão diastólica (mínima) não deve ultrapassar 90 mmHg e a sistólica (máxima) não deve ultrapassar 140 mmHg.

Um comentário:

Ministério da saúde disse...

Olá blogueiro!
O número de pessoas com hipertensão no Brasil aumentou de 21,5%, em 2006, para 24,4%, em 2009. A hipertensão é uma doença silenciosa e ataca todas as faixas etárias. Por isso, junte-se à campanha de combate e controle da hipertensão do Ministério da Saúde. Você pode ajudar na conscientização da população por meio do material de campanha que disponibilizamos para download.
Caso se interesse, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
Obrigado!
Ministério da Saúde